Boa Noite! Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

Notícias

Itapecuru

Miguel Lauand ignora recomendação do Ministério Público E PRONTO

Publicidade

O prefeito de Itapecuru Mirim, Miguel Lauand (PRB), desde o último dia 20 de Janeiro de 2017 ignora recomendação do ministério público que considera a exoneração dos ocupantes de todos os cargos comissionados, funções de confiança,função gratificada e contratos temporários que sejam CÔNJUGES ou COMPANHEIROS ou TENHAM RELAÇÃO DE PARENTESCO CONSENGUÍNEO, EM LINHA DIRETA OU COLATERAL, POR AFINIDADE, ATÉ O TERCEIRO GRAU, com o prefeito, vice-prefeito, secretários municipais, chefe de gabinete, procurador-geral do município, vereadores ou dos servidores detentores dos cargos de direção, chefia ou de assessoramento na administração municipal, que porventura tenham sido nomeados a partir de 1º de Janeiro de 2017.

Publicidade

O MP recomenda ainda que sejam exonerados também dos cargos políticos para os quais tenham sido nomeados ocupantes que não apresentem qualificação para desempenho eficiente da função. O documento está registrado como RECOMENDAÇÃO Nº 001/17 - 1ª PJIM e assinado pela promotora Flávia Nava, titular da primeira promotoria da comarca de Itapecuru Mirim. O prazo para cumprimento foi estipulado em 10 dias com cópias para a câmra dos vereadores com o objetivo de que o poder legislativo tome CONHECIMENTO e ACOMPANHE (fiscalize) todo o processo.

Na administração pública itapecuruense não parece ter surtido muito efeito a recomendação, há que diga que nem tenha sido levada em conta. É irmã secretária de educação, primo diretor de órgão municipal, cônjuge secretária municipal, parentada esnobando os outros, uma ruma de parente de parente se chegando. Até o locutor da rádio 90FM, de propriedade da família Lauand, arrumou um jeitinho de botar a nora na "boquinha", detalhe é que ela nunca pisou em terras às margens do grande rio.

Publicidade

Impressiona e revolta muita gente que esta prática era exaustivamente combatida pelo grupo de Miguel lauand na administração do ex-prefeito magno Amorim (PPS). Condenavam porque ele tinha nomeado a irmã e a mulher como secretárias, mas logo na primeira hora depois de ter recebido a faixa municipal Miguel fez exatamente aquilo que condenava, ou seja, parece que é aquela velha conversa fiada de "faça o que eu digo, não faça o que eu faço".

A população espera um pronunciamento do ministério público local quanto ao cumprimento de sua recomendação. Caso continue a ser ignorada, ficará por isso mesmo ou será dado prosseguimento jurídico em busca das penalidades previstas em lei para que o MP não tenha sua credibilidade abalada?

Publicidade

Enquanto isso a coleta de lixo segue insuficiente, as ruas contiam esburacadas porque a prefeitura espera para pegar carona nas obras de calçamento realizadas pela CODEVASF (Companhia de Desenvolvimento do Vale dos rios Parnaíba e São Francisco) e do governo do Maranhão, os postos de saúde quando não fechados seguem no 4º mês seguido mandando pacientes para o hospital regional (estadual) e causando superlotação, sem esquecer as escolas funcionando precariamente e o transporte escolar insatisfatório por não atender os alunos da zona rural que ainda não recebeu qualquer obra de infraestrutura nas estadas vicinais.

Publicidade

Fonte: Da Redação



Atenção: Para comentar é preciso estar logado. Logue-se agora ou clique aqui para cadastrar-se.