Bom Dia! Terça-feira, 20 de Novembro de 2018

Notícias

Educação

Literatura itapecuruense começa ganhar espaço nas escolas do município

As escolas de ensino médio do município de Itapecuru Mirim começam a abrir as portas para escritores locais, um movimento que há muito não era visto no meio educacional e acadêmico da região.

O exemplo mais recente foi a decisão da escola Wady Fiquene (CAIC) em adotar como obra paradidática o livro Crystal, da autora Samira Fonseca. O enredo é ambientado na cidade de Itapecuru e leva leitores a conhecerem mais sua própria terra e saberem um pouco mais de sua história. Considerado um excelente livro pela crítica itapecuruense, Crystal passará a fazer parte do cotidiano de alunos ávidos por cada curiosidade sobre o município.

Nas escolas particulares da cidade já há uma prática de palestras e apresentação de obras locais, com a adoção de autores itapecuruenses em paradidáticos os estudantes poderão além de aprender conteúdos exigidos nos currículos, descobrir os encantos do lugar onde vivem. Outras escolas estaduais já apresentavam autores e obras, mas a ação de adotá-los como parte do currículo no Centro de Ensino Wady Fiquene mostra uma abertura importantíssima para salvaguarda da produção intelectual itapecuruense.

Samira Fonseca é itapecuruense, professora de língua portuguesa, tem outras obras também ambientadas na cidade como Mistérios da Casa de Cultura e Maria Passa na Frente, esta última dedicada à padroeira da cidade, Nossa Senhora das Dores. "Uma história de sincretismo e encantaria, adotada como paradidático e desde então os professores daquela casa estão trabalhando a Literatura Itapecuruense em sala de aula. Agradeço imensamente ao diretor da escola, Dalyton pela brilhante iniciativa. Com esta ação, quiçá outras instituições tenham a mesma postura e fomentem no coração dos educandos o espírito da leitura e o amor pelas letras." declarou Samira.

 

Fonte: Da Redação



Atenção: Para comentar é preciso estar logado. Logue-se agora ou clique aqui para cadastrar-se.